União gay pode ser considerado casamento perante DEUS?

PUBLICIDADE

(Seguindo o Evangelho) – O mundo sofreu um boom em se tratando da aceitação do homossexualismo.

Tudo isso faz parte de uma agenda globalista, uma agenda da nova ordem mundial que prepara o mundo para a iminente manifestação do anticristo.

PUBLICIDADE

Não sei se vocês já repararam, mas essa história de casamento gay começou na Holanda em 2001, que é um dos países mais promíscuos do nosso planeta onde se pode tudo inclusive uso de entorpecentes, e depois passou a se espalhar pelo planeta de modo assustador.

Depois da Holando foi a Bélgia em 2003 e assim sucessivamente.

PUBLICIDADE

Confira o mapa dos países que permitem o tal “casamento gay.”

Mapa feito em 2015

Agora confira um painel onde mostram os países que aceitaram esse tipo de união e o ano em que aceitaram:

PUBLICIDADE
Bélgica 2003
Espanha 2005
Canadá 2005
África do Sul 2006
Noruega 2009
Suécia 2009
Portugal 2010
Argentina 2010
Islândia 2010
Dinamarca 2012
Brasil 2013
Uruguai 2013
Nova Zelândia 2013
França 2013
Inglaterra 2014
País de Gales 2014
Escócia 2014
Luxemburgo 2014
Finlândia 2015
Irlanda 2015
Estados Unidos 2015

Na realidade já são vários os países onde se permite o tal “casamento gay”, mas a pergunta que não quer calar: Esta união é aprovada por DEUS?

Sabemos que desde a criação DEUS instituiu casamento como sendo união entre homem e mulher. Sobretudo DEUS fez isso para que o homem e a mulher procriassem assim como são com os animais. Entretanto, sabemos que Satanás não contente com a criação fez com que o homem pecasse e através do homem o pecado entrou no mundo.

E disse DEUS:

PUBLICIDADE

Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á a sua mulher,
E serão os dois uma só carne; e assim já não serão dois, mas uma só carne.
Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. (Marcos 10:7-9)

A certeza e inerrância do casamento, é que ele de fato se constitui entre o homem e a mulher e isso aos olhos de DEUS é bom e inescusável.

Após DEUS criar Eva, Adão compreendeu a inerrancia e construção original do casamento:

E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada. Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne. (Gênesis 2:23,24)

Por tanto, se no ato da criação DEUS criou dois seres distintos mas que ambos se completassem numa missão ‘procriando’, como poderia haver segundos e terceiros casamentos se não o encontramos nos planos de DEUS? Como podem dois homens ou duas mulheres procriarem entre si? Será que não percebem que este “casamento gay” é obra diabólica?

O Apóstolo Paulo termina esse artigo dizendo:

Porque do céu se manifesta a ira de Deus sobre toda a impiedade e injustiça dos homens, que detêm a verdade em injustiça. Porquanto o que de Deus se pode conhecer neles se manifesta, porque Deus lho manifestou. Porque as suas coisas invisíveis, desde a criação do mundo, tanto o seu eterno poder, como a sua divindade, se entendem, e claramente se vêem pelas coisas que estão criadas, para que eles fiquem inescusáveis;

Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. E mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis.

Por isso também Deus os entregou às concupiscências de seus corações, à imundícia, para desonrarem seus corpos entre si;
Pois mudaram a verdade de Deus em mentira, e honraram e serviram mais a criatura do que o Criador, que é bendito eternamente. Amém.

Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza.
E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.

E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm;

Estando cheios de toda a iniqüidade, fornicação, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade;

Sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes aos pais e às mães;

Néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, irreconciliáveis, sem misericórdia;
Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem. (Romanos 1:18-32)

Escrito por Raquel M.