Temporal em Petrópolis deixa 38 mortos; ainda não se sabem o número de pessoas desaparecidas

PUBLICIDADE

Na manhã de hoje, 14, foi informado pela Prefeitura de Petrópolis e pela equipe do Corpo De Bombeiros que subiu para 35 o número de óbitos depois das fortes chuvas que atingiram a cidade na tarde de terça-feira, 15.

Um estado de calamidade foi determinado pela prefeitura, e ainda foi informado que as equipes das unidades hospitalares foram reforçadas para atender às vítimas da tragédia.

PUBLICIDADE

Com a claridade do dia, dava para ver o tamanho do estrago feito pelo temporal — embora, em muitos lugares não da para saber o que era casa, terra ou rua.

Muitos morros caíram, carregando pedras que possuem tamanhos de veículos, carros ficaram empilhados devido a imensa força da correnteza, muitas vias importantes acabaram sendo bloqueadas, o que dificultou ainda mais o acesso a pessoas que estavam desabrigadas.

PUBLICIDADE

O Alto da Serra foi uma das partes do município que mais ficou devastado. A prefeitura deu uma estimativa de que pelo menos 80 residência foram atingidas pelo deslizamento de terra que ocorreu no Morro da Oficina. Uma gravação de vídeo mostra o exato momento em que ocorreu o deslizamento de terra.

Rubens Bomtempo, o prefeito de Petrópolis, destacou que a cidade está passando por uma situação muito grave, e estão direcionando todos os esforços possíveis para garantir que toda a população seja socorrida.

PUBLICIDADE

Com a ajuda de moradores, a equipe do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e do exército, a busca por pessoas em meio ao soterramento continuou intensa durante esta madrugada.

O Coronel Gil Kempers, o secretário da Defesa Civil destacou que orienta a todos que qualquer sinal de instabilidade nos locais que moram, é para procurar um ponto de apoio e ligar para as autoridades.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator Seguindo News

Escrevo sobre os mais diversos temas. Prezo pela parceria com os publishers. Os divulgadores que precisam de matérias específicas podem solicitar.