Os hematomas da sua filha pioravam a cada dia, mas a mãe descobriu a verdade tarde demais

PUBLICIDADE

Uma história de amor quase pefeita, Aimee e seu novo marido se amavam, era tudo muito lindo. O problema é que rapidamente o romance passou de sonho para um terrível pesadelo. Tudo começou quando a filha de Aimee, Brogan, começou a ficar cheia de hematomas por todo o corpo. No dia do casamento a filha de sete anos era a escolha certa para ser a dama de honra.

Mas apenas 14 dias após estar no altar com sua mãe e seu pai, Brogan estava numa cama de hospital lutando por sua vida. No início, todos acreditavam que os hematomas de Brogan eram apenas o resultado de brincadeiras de criança. Mas, quando as manchas se espalharam pelo resto do corpo de Brogan, os pais ficaram muito preocupados.

PUBLICIDADE

Os pais levaram a garotinha de volta ao hospital e dessa vez os médicos descobriram que ela estava com meningite. Uma doença fatal, o tratamento havia sido iniciado muito tarde e infelizmente os médicos disseram que não havia mais nada a se fazer por Brogan.

Para que os médicos salvassem a vida de Brogan, eles teriam que amputar seu pezinho esquerdo. “Esta semana mudou totalmente minha visão da vida. Mostrou o que é importante e o que não é quem está lá e quem não está,” disse Aimee.

PUBLICIDADE

Os médicos então fizeram a amputação do pé esquerdo da garotinha, eles colocaram também uma prótese para que ela pudesse andar melhor. Mas depois de descobrirem que a perna da garotinha também era uma ameaça a sua vida decidiram amputá-la também.

É muito triste o que a meningite pode fazer com o corpo ainda mais de uma garotinha de sete anos.

PUBLICIDADE

Dois anos se passaram e Brogan adaptou bem à sua perna protética. Felizmente, a menina conseguiu lidar com tudo os obstáculos que a vida lhe trouxe. Infelizmente a família anunciou que ela vai ter que amputar a outra perna. Fica aqui a nossa torcida pela recuperação de Brogan.

Escrito por Redator