Ministério da Saúde diz que em 2022 não usará mais a CoronaVac

PUBLICIDADE

À Comissão Parlamentar de Inquérito (CPF) da Covid-19, foi informada pelo Ministério da Saúde que em 2022 não usará mais a Coronavac. O MS apontou que o primeiro motivo é que a vacina ainda mantém o status de aprovação emergencial junto a Anvisa, e a segunda justificativa é que supostamente a Coronavac tem baixa efetividade entre idosos com idade superior a 80.

Vacinas como a AstraZeneca/Fiocruz e Pfizer, já conquistaram junto a Anvisa o registro definitivo como vacinas realmente eficazes. A Janssen e CoronaVac ainda continuam com registro de “aprovação emergencial”. É importante lembrar que o uso emergencial dessas vacinas também foram aprovados pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

PUBLICIDADE

De acordo com a tecnologia utilizada na elaboração, os especialistas esperavam que a efetividade da CoronaVac fosse inferior em pessoas de mais idade. Entretanto, um estudo realizado em adultos com idade superior a 70 anos, apontou que contra a Covid, a CoronaVac apresentou 42% de eficiência.

A CoronaVac solicitou que a Anvisa inclua uma dose reforço, ou seja, a terceira dose. Além disso, os responsáveis pela vacina da Pfizer, solicitaram que na bula da vacina fique especificado a necessidade de uma terceira dose.

PUBLICIDADE

Queiroga só irá considerar a possibilidade de incluir a CoronaVac no plano nacional de imunização após ela obter o registro definitivo junto a Anvisa. E você, o que pensa a respeito de tudo isso? Deixe aqui o seu comentário, ele é muito importante para a nossa equipe e sempre contribui para o diálogo.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redator Seguindo News

Escrevo sobre os mais diversos temas. Prezo pela parceria com os publishers. Os divulgadores que precisam de matérias específicas podem solicitar.