Menina de dois anos fica azul e falece com um objeto que todos tem dentro de casa

Já não é novidade de que todo cuidado é pouco com as crianças, principalmente as pequenas. Elas merecem toda atenção do mundo porque qualquer “anormalidade” pode estar sendo causada por um problema sério. Um segundo de distração basta para que o pior aconteça.

Em Oklahoma um casal infelizmente deu margem para esse “um segundo” e as coisas ficaram feias. Rian e Stephanie por um breve momento se descuidaram com sua pequena filha de dois anos e isso resultou em sua morte. O que de fato aconteceu foi que a menina estava doente e eles não perceberam que era grave em tempo para salvar a vida da garotinha.

A filha aparentava estar bem, alegre e brincava como de costume, porém, de uma hora para outra acabou ficando doente e mudou sem nenhuma explicação plausível. Sua temperatura subiu muito e isso os pais foram capazes de notar, pensaram que era uma febre só que a garota continuava ficando pior.

Nessa hora o “incomum” começa a acontecer, a garotinha que tinha a pele clarinha ficou azul. Isso mesmo, toda azul, logo depois dessa mudança de cor ela passou a vomitar muito e a maioria deles com sangue. Esses dois fatores foram mais do que o suficientes para que Rian e Stephanie decidissem levar sua filha ao médico.

Assim que chegaram lá os médicos foram capazes de identificar o problema, a pequenina tinha engolido uma bateria de Lítio, essas redondas que alguns relógios utilizam e que são encontradas em muitos brinquedos infantis. Normalmente a criança engasga ao ingerir a pilha, só que dessa vez ela ficou fundida ao esôfago e isso resultou em danos que não tiveram reparos.

Esse material é capaz de causar grandes danos ao esôfago de um adulto, deixando sequelas mesmo após 1 mês da remoção. Os médicos não conseguiram salvar a vida da garotinha, mesmo que tenham removido com sucesso a bateria de Lítio, a hemorragia foi muito grande e isso resultou na morte da criança.

Escrito por Redator