Juliana Salles, pastora e mãe das crianças mortas e abusadas pelo próprio pai, fala sobre o crime pela primeira vez

PUBLICIDADE

Juliana Salles, uma pastora evangélica que esteve envolvida como “vítima” na tragédia onde acabou perdendo seus dois filhos, Kauã e Joaquim no dia 21 de abril em um triste incêndio, finalmente falou com a imprensa a respeito de tudo o que aconteceu. Vale lembrar que a polícia declarou o esposo de Juliana, o pasto George Alves, como culpado dos acontecimentos.

Segundo os policiais, o pastor George era na verdade um monstro, isso porque ele espancou e abusou sexualmente das crianças antes de finalmente colocar fogo nelas. Porém, não é porque o inquérito apontou diretamente para o homem que sua esposa teria alguma ligação com o crime, o envolvimento da mulher na história foi completamente descartado

PUBLICIDADE

Juliana pode ter recebido a pior notícia de sua vida enquanto estava em um congresso religioso no final de semana. Um bombeiro ligou para ela informando o que teria acontecido. O jornal A Tribuna conseguiu com exclusividade um entrevista com a mulher e o que se pôde perceber através de suas palavras, é que ela não acredita muito na inocência de seu marido.

A pobre mãe informou que só teve a oportunidade de conversar com George uma vez antes que a acusação oficial fosse feita, uma conversa que segundo ela, teria acontecido por carta. Uma das perguntas durante a entrevista foi se tinha planos para visitar o marido na prisão, sobre isso respondeu que não sabe ainda.

PUBLICIDADE

A mulher se mostrou decidida a querer a justiça e defender o que é certo, deixou claro que não importa se George é seu companheiro, quer estar ao lado do bem. Disse que se for preciso, iria até a CPI dos Maus Tratos em Brasília. Já o pastor, teria sido interrogado pelo Senador Magno Malta poucos dias depois que a polícia divulgou o inquérito. O caso vem dando o que falar nas redes sociais e ainda não está em seu desfecho, podemos esperar mais novidades sobre o futuro do até então “assassino” e também a respeito das decisões de Juliana.

Escrito por Redator