Conheci uma mulher lindíssima, mas que não é crente. O que faço?

Ao longo da vida adulta é inevitável o fato de conhecermos novas pessoas fora da igreja. Seja no ambiente de trabalho, naquele restaurante onde você almoça, no cinema, em qualquer lugar.

Uma questão bastante delicada sobre se relacionar com estas pessoas que conhecemos fora da igreja é que podemos ser surpreendidos pela descrença da pessoa. Imagine a seguinte situação:

Você tem o hábito de almoçar diariamente em um restaurante próximo ao seu local de trabalho. Lá você conhece uma linda mulher, e logo nota que vocês têm muita afinidade. Com o passar do tempo a amizade cresce e surge um interesse afetivo. E então você descobre que esta mulher não é crente. O que fazer nesta situação?

A Bíblia é bem clara a respeito da relação de uma pessoa cristã com alguém descrente. Por mais que seja benéfico para a pessoa não cristã da relação ter alguém crente ao seu lado, a relação em si não andará para frente, pois dificilmente você conseguirá converter a pessoa para o lado de Jesus Cristo. Quantos casamentos entre pessoas crentes e ateus você já ouviu falar? Muitos, não é? Mas, e eles são felizes?

Não basta a mulher ser linda, se ela não acredita em Deus. Além disso, quando se tem este tipo de pensamento em mente, não é a sua razão que está falando e sim os seus desejos carnais. Lembre-se que Deus deve estar em primeiro lugar, acima de tudo. A beleza é emprestada e um dia a mulher vai envelhecer. E no futuro, tudo o que você terá ao seu lado é uma pessoa descrente.

O relacionamento de um crente com uma descrente

Uma relação entre uma pessoa cristã e outra descrente tende a fracassar, por conta dos diversos problemas que esta aliança terá. Como a crença e a descrença podem viver em paz e harmonia? O casal jamais estará andando em um mesmo caminho e com mesmo ideal, o que acarretará uma série de consequências, dentre elas as espirituais.

E se você ainda não está convencido de que não prosseguir com a aproximação da “bela descrente” é a coisa certa a se fazer, responda a estas duas questões: Você está disposto a fazer concessões religiosas por esta mulher? Quais dos seus valores irão prevalecer?

 

Escrito por Raquel M.