Como uma mulher cristã deve vestir-se?

 

A importância das roupas e o que ela diz de você

O modo como nos vestimos, especialmente no caso das mulheres, diz muito sobre quem somos. Isso significa que se não soubermos nos comunicar por meio das nossas roupas, corremos um grande risco de passar uma mensagem equivocada e completamente diferente sobre quem somos.

As nossas roupas possuem um grande poder de provocar sensações e sentimentos, sejam eles positivos ou negativos; e, sobretudo, o poder de despertar o desejo. É isso mesmo. As roupas falam (e muito) quando se trata de sensualidade e as mulheres fazem uso de suas vestimentas para atrair os homens.

Podemos citar como exemplo os shortinhos e as minissaias, que são as peças favoritas de muitas mulheres. Além de serem demasiadamente curtas, muitas vezes quem as usa acaba mostrando mais do que deveria. Sendo assim, são roupas que devem passar longe do guarda-roupa feminino cristão.

Estas duas vestimentas não agradam a Deus, e isso é perceptível em Gálatas 5:13:

“Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor. Gálatas 5:13”.  Ou seja, apesar de termos a liberdade para usar o que bem entendermos, nem tudo nos é permitido.

É errado a mulher cristã ser atraente?

Não. Eis um ponto interessante, na qual muitas pessoas se enganam. Há uma grande diferença em ser atraente e sexualmente atraente.

Ser atraente nada mais é do que ser notada e admirada. A mulher cristã pode fazer uso de artifícios como maquiagens, peças mais femininas e cuidas das unhas e cabelos. Isso não é pecado. Pecado é vestir-se de forma vulgar e fazer do seu corpo uma mercadoria. Afinal, a mulher é muito mais do que um reles pedaço de carne.

Como a Bíblia diz que as mulheres devem se vestir?

A mulher cristã deve se vestir com modéstia e recato. Trajes honestos e que não mostrem o corpo, como um objeto de desejo. A mulher cristã deve ser elegante, feminina e bem cuidada. Quanto à sensualidade e sexualidade natural da mulher, devem ser guardadas exclusivamente para o marido.

Escrito por Raquel M.